Home / Artigos / Resenha | Transformers: O Último Cavaleiro

Resenha | Transformers: O Último Cavaleiro

Transformers: O Último Cavaleiro, quinto filme da franquia tão amada e odiada por muitos. E claro, depois de quatro filmes iguais, era de se esperar que tivéssemos mais do mesmo, e é o que realmente acontece.

Muitas explosões, robôs atirando e pulando, perseguições, furos de roteiro e mais explosões. Com essas poucas palavras eu acabo de resumir o que é Transformers, O ultimo Cavaleiro. Se você é aquele tipo de pessoa que definitivamente não curte a franquia, não vai ser agora que você começar a gostar. E o mesmo vale para os fãs, tudo que vocês viram nos filmes anteriores, se repete aqui.

O filme começa com um prelúdio expandindo de novo a mitologia da saga, contando que na verdade os Transformers já estavam na Terra desde séculos atrás, para ser mais exato, na época da Tábula Redonda, com direito a participação do Rei Arthur, Lancelot, entre outras figuras conhecidas.

Tudo estaria ótimo, se a história não começasse a se perder depois dessa cena. Minutos depois desse prelúdio, vemos um grupo de crianças andando por um local proibido que está repleto de Transformers. Logo, somos apresentados a um artefato e a uma nova personagem. E o que poderia ser o início de um desenvolvimento de relação pai e filha, entre a garota e o protagonista Cade Yager, simplesmente é deixado de lado, pois ela é simplesmente esquecida e apenas volta no final do filme. E o tal artefato? Simplesmente acaba sendo deixado de lado, e perde sua importância logo na metade do filme.

O próprio arco do Optimus Prime tão surpreendente nos trailers, que apresentava-o como vilão da trama, simplesmente se resolve de uma maneira ridiculamente fácil.

Mas se eu for realmente pegar um ponto negativo do filme, seria o seu clímax, que por sinal, parece ser interminável, pois mesmo no começo do filme já temos cenas dramáticas dignas de estarem no ponto final do filme, mas que por serem tantas e tantas, acaba sendo algo cansativo, principalmente pelas 3 horas de filme.

Como eu disse anteriormente, O Ultimo Cavaleiro foi feito para quem simplesmente quer curtir cenas visualmente bonitas e porradarias entre robôs. Essas duas coisas, eu posso garantir que não faltam. E o diretor Michael Bay acerta muito, pelo menos nesses dois fatores. De tal forma que os fãs da franquia com certeza se sentirão a vontade novamente.

E fica o aviso: durante os créditos, temos uma cena interessante que contribuirá para um sexto filme do Transformers, então vale a pena assistir.

About Gabriel (Expresso Nerd)

Escrevendo em blogs desde 2011, a criação do Expresso Nerd veio com o objetivo de ampliar a temática abordada no meu site anterior, e falar sobre o que eu mais gosto: nerdices!
x

Check Also

6° Cuscuz HQ acontece neste sábado em Natal

Neste fim de semana, dia 05 de agosto, ocorre o 6º Cuscuz ...